Dog lovers Kite Mergulho Panama Pesca Pessoas & Cultura SUP Surfe Vida a bordo Yoga

Fazendo charters em San Blas: Se melhorar estraga

Sail Ipanema in San Blas
Escrito por Renato Matiolli
Pois é, estamos os três de volta a San Blas e fazendo charters sem parar!

San Blas, que fica fora da zona de furacões, é perfeito. Desde que zarpamos este é nosso lugar favorito e está difícil de partir. Esse arquipélago é a terra dos índios Kunas, que sabiamente decidiram não desenvolver a região. Quase sempre estamos ancorados sem ninguém ao redor (tente achar o Ipanema nas fotos abaixo).

 

 

Sandy spit San Blas

San Blas é composta por mais de 300 ilhas paradisíacas de areias brancas, repletas de coqueiros e rodeadas por corais. A água por aqui é cristalina e a vida marinha abundante. Essa combinação faz com que a gente passe horas fazendo snorkeling e pesca submarina. San Blas também conta com várias baías protegidas, perfeitas para uma ancoragem tranquila e para serem exploradas com SUP. A cereja do bolo é que aqui ainda tem alguns picos perfeitos para kite e para surfe.

 

Os Kunas são pescadores exímios, artesãos talentosos e graças a eles San Blas ainda é uma pérola escondida no Caribe. O turismo massivo ainda não descobriu esse paraíso. A civilização não chegou aqui e nem os hotéis de luxo. Chegar na reserva indígena já é quase uma aventura. Para visitar você tem basicamente 3 opções: 1) passar o dia; 2) se hospedar numa cabana Kuna, ou; 3) se hospedar num veleiro.

 

 

Para aqueles que acompanham a gente sabem que San Blas tem um lugarzinho especial em nossos corações. Foi aqui que tudo começou a três anos atrás. Pela magia do Google encontramos um casal e seu cachorro que estavam velejando pelo mundo. Para se manter, eles faziam charter e nós viemos passar umas férias no BayDreamer. Na altura eles estavam justamente aqui em San Blas. O resto é história…. Alguns meses depois compramos nosso barco e largamos nossos empregos. Dois anos e meio depois aqui estamos fazendo charters com o Ipanema em San Blas. Assim como nossos amigos suecos naquele momento, economizando para seguir viagem para o Pacifico ano que vem (2018).

 

A gente ama mergulhar e San Blas tem uma vida marinha pronta para ser descoberta por quem adora o mar. Essa ilhas são rodeadas por alguns dos corais mais bonitos que já vimos. Começam em 30cm de profundidade e as vezes descem para 30m de uma vez, formando umas paredes de corais incríveis. Estamos sempre ancorados em águas rasas e protegidas, chamadas de “Lagoas”. Esses lugares são como aquários, quase que um “berçário” para a vida marinha. Aqui você encontra pequenos peixes de todas as cores, formas e tamanhos. Também há estrelas do mar, moreias, raias leopardo (minha favorita), lagostas, lulas, polvos, caranguejos, tartarugas e tubarões lixa. Com sorte até um grupo de golfinhos as vezes passam nadando lentamente perto do barco.

Coral San Blas

Spotted eagle ray San Blas

As lagoas e o mar do Caribe são conectados por uma série de canais naturais cheios de vida. As vezes essa conexão acontece até por incríveis túneis submersos. A partir desse ponto, os bichos mais graudos começam a aparecer. É comum encontrar barracudas, pargos, garoupas, e até um ou outro tubarão limão ou tubarão de arrecife mais curioso.

 

Estamos sempre ancorados nas águas protegidas das lagoas. Em geral esses lugares são bem seguros para se agarrar uma prancha de SUP e sair explorando a região. Tem lugares perfeitos para longas remadas ao redor das ilhas. Mas tem também curtas remadas só para ir comprar um pãozinho fresco ou para levar o gordinho a passear na praia. Quando o vento realmente está parado ai então a água fica um espelho. Nesses dias dá para remar bem em cima dos corais e admirá-los. A água é tão transparente que dá para ver tudo abaixo. Nesses dias é até possível fazer yoga no SUP.

 

O Kite em San Blas não poderia ser mais idílico. Entretanto realmente não é um lugar para principiantes já que na temporada de vento tem correnteza e muitas vezes a decolagem é feita do próprio barco. Ainda assim dá para encontrar alguns spots com água lisinha e um cenário espetacular dentro da lagoa. Nas partes mais rasas a gente consegue velejar com o kite por cima de centenas de estrelas do mar e várias raias. Aqui também dá para encontrar umas ondas iradas nos passes para fazer kitewave. Nas ondas dos passes se tivermos sorte a gente ainda divide elas com alguns golfinhos.

Eu sei que muitas pessoas não ligam para o surfe, mas eu ligo. E muito! Essa é provavelmente a principal razão pela qual eu quis deixar tudo para traz – procurar a onda perfeita. Idealmente, achar aquela que ainda ninguém nem surfou. Ainda tem umas boas por serem encontradas por ai, San Blas me mostrou que é possível.

Aqui temos barreiras de corais por todos os lados, que recebem a mesma ondulação que Bocas e não tem ninguém surfando. Só bastou termos um pouco de curiosidade, paciência e continuar explorando e fomos premiados. Achamos umas ondas boas durante o ano todo, mas a recompensa grande veio durante a temporada de furacões. Essas ondas são raras, são formadas bem longe daqui, viajam por muitas milhas através do Caribe todo. Elas se organizam durante a viagem, ficam alinhadinhas e liberam suas últimas forças quebrando sobre os corais desse arquipélago. “Obrigado San Blas por esses dias épicos, eles ficaram para sempre na minha memória e nos meus sonhos”.

O Feijão também anda se esbaldando! Desde que chegamos em San Blas nosso gordinho desajeitado já viu golfinhos e tubarões. Feijulino também surfou de SUP, fez novos amigos e correu loucamente todos os dias pelas ilhas. Além disso ele melhorou e muito suas habilidades na natação. Tem gente aqui querendo chamar ele de Feijão Phelps. Mas para ser sincero, a maior parte to tempo ele passa mesmo fazendo o que ele sabe fazer melhor. Relaxando e curtindo o visual.

 

E por mais que a gente poderia ficar aqui para sempre, vamos partir. Depois de um ano e meio em San Blas, estamos planejando nossos próximos passos. Decidimos que no início de 2018 vamos cruzar o Canal do Panamá. A partir daí, vamos velejar para Galápagos e depois seguir para a Polinésia Francesa.

Durante esse último ano recebemos muitos amigos, família e hóspedes do mundo todo. Conforme viajantes procuram cada vez mais experiências e aventuras únicas, temos recebido mais pedidos de reservas. Graças a lugares especiais como este, onde a melhor forma de se conhecer é num veleiro, que conseguimos continuar viajando. Aqui é possível receber hóspedes e economizar para seguir com o nosso sonho pelo mundo. Em San Blas compartilhamos com nossos hóspedes nossos lugares secretos e  favoritos, nosso estilo de vida e nossos sonhos. Decidimos ficar por aqui até final de Fevereiro 2018 para economizar um dinheiro para seguirmos para o Pacifico. Se você quiser visitar San Blas enquanto estivermos por aqui ainda há tempo!

 

 

Para saber mais, escreve para a gente no sailipanema@gmail.com ou WhatsApp: +507 6765 3485. Aqui no site tem uma seção “Veleje Conosco” que contém muita informação sobre viajar com a gente. Também tem uma sub seção “Preços e Disponibilidade” onde você pode ver nosso calendário atualizado.

 

Imagine o quanto vai ser difícil para nós dizer adeus à San Blas. Entretanto, ano que vem vamos seguir em frente na nossa aventura pelo mundo.

Sobre o autor

Renato Matiolli

Deixe um comentário