Dog lovers Mergulho Pesca Porto Rico Surfe

Culebra: Que Começo Incrível
em Porto Rico

Escrito por Renato Matiolli

Chegamos em Porto Rico pela ilha de Culebra, também conhecida como uma das Ilhas Virgens Espanholas. Esse lugar é o paraíso na terra e nos divertimos muito. Os locais são demais e super acolhedores, o Feijão amou as praias e até conseguimos caçar uma lagosta de tamanho decente para o jantar. Também surfamos ondas perfeitas num spot secreto e finalmente mergulhamos com tubarões. Que transição boa depois das BVIs que tanto amamos.

Screen Shot 2016-04-06 at 3_Fotor 2

Fizemos toda a papelada da alfândega e imigração sem nenhuma burocracia e depois fomos dar uma caminhada pela vila para comer uma boa pizza americana e tomar sorvete! Depois de passar uma noite em Culebra seguimos para um dos lugares mais lindos que já estivemos nessa viagem, a ilha de Culebrita. Aqui você encontra poitas grátis para amarrar o barco e poucas pessoas em volta. Simplesmente perfeito!

Screen Shot 2016-04-07 at 10_Fotor 1

Screen Shot 2016-04-07 at 10_Fotor 3  Screen Shot 2016-04-07 at 10_Fotor 2

Screen Shot 2016-04-07 at 10_Fotor 4

Ficamos alguns dias esperando um swell entrar para que eu pudesse surfar sobre os corais bem pertinho da nossa ancoragem. O swell chegou e foi bem bom, direitas longas quebravam bem em cima dos corais com água cristalina. Quando as ondas estavam bombando uns locais super gente fina chegaram para surfar num barquinho de pesca e pediram para mantermos segredo sobre esse spot. Então nada de foto ou detalhe de onde é. Sorry! Tiramos algumas fotos de um outro pico, também reef break, que estava quebrando antes do swell maior entrar, ondinhas pequenas mas que deu para se divertir.

P1250861_Fotor

Enquanto esperávamos pelo swell entrar ficamos na praia Tortuga, um lugar mágico que o Feijão amou, nos finais de tarde ele tinha a praia toda só para ele correr que nem um maluco. Esse diabinho da Tasmania também teve algumas aulas de natação, já isso ele não amou assim tanto… mas achamos que é muito importante ele aprender para não panicar se um dia resolver cair do barco, assim nos dará tempo suficiente para voltar e salvar essa coisinha. Uma coisa que ele adora é brincarmos de correr atrás dele na praia, mas o pique de energia é curto, depois de alguns sprints ele deita na beirinha da água para descansar e refrescar a pançinha. Aqui nessa ilha também achamos umas trilhas bacanas que levam para outras praias e para um farol.

Screen Shot 2016-04-07 at 10_Fotor 3

Screen Shot 2016-04-07 at 10_Fotor 4  Screen Shot 2016-04-07 at 10_Fotor

Screen Shot 2016-04-07 at 10_Fotor 02 copy

Bem perto do pico de surfe achamos umas tocas com lagostas deliciosas. Selecionamos uma com tamanho bom, garantimos que não estava ovada (até achamos que era macho) e trouxemos para casa para o jantar. Agora estamos voltando a comer frutos do mar no Ipanema. Uma coisa ótima de lagosta é que não há risco de se pegar Ciguaterra dela, uma doença encontrada em algumas regiões do Caribe que se pega comendo peixes que se alimentam de corais ou predadores que se alimentam desses peixes. Por causa disso desde Guadalupe não temos pescado. É muito bom voltar a comer o “Catch of The Day”! Também preferimos muito mais pesca submarina do que pesca com vara, assim conseguimos escolher exatamente o que queremos… podemos ver se o bicho está com ovas e garantir que é adulto mas de um tamanho apenas o suficiente para nos alimentar naquele dia (para não haver sobras). Pesca com vara é muito imprevisível, nunca sabemos o que vamos pegar, se pudermos caçar, preferimos sempre.

01. Lobster  02. Lobster

03. Lobster

04. Lobster  05. Lobster

Enquanto esperávamos pelo swell aproveitamos para ir mergulhar em volta da ilha. A visibilidade era espetacular e até encontramos dois tubarões lixa descansando no fundo do mar. Eles são predadores noturnos, e durante o dia não fazem nada, igual o Feijão. Mesmo não tendo praticamente dentes a Sarah ficou morrendo de medo, mas no final do mergulho confessou que adorou ter visto.

Screen Shot 2016-04-07 at 2_Fotor 0  Screen Shot 2016-04-07 at 2_Fotor 1

Screen Shot 2016-04-07 at 2_Fotor 2

Screen Shot 2016-04-07 at 2_Fotor 5  Screen Shot 2016-04-07 at 2_Fotor 4

Screen Shot 2016-04-07 at 2_Fotor 3

Bom, as ondas já se foram e está entrando um vento bom, então infelizmente é hora de nos despedirmos de Culebrita e seguirmos rumo a Oeste para San Juan. Mas estamos bastante animados, a Sarah tem uns amigos que moram na capital e esperamos conseguir encontrar com eles.

Screen Shot 2016-04-07 at 10_Fotor 5

Sobre o autor

Renato Matiolli

Deixe um comentário