Dog lovers Mergulho St. Barth

St. Barts: Outra fantástica surpresa

Escrito por Renato Matiolli

Para ser sincero, eu achei que não ia gostar de St. Barts, mas acabou que amamos! Tínhamos planejado ficar aqui uns dois dias, mas ficamos uns dez. Não fizemos o mainstream St. Barts, acho que para a maioria das pessoas essa ilha é daqueles lugares para ver e ser visto, restaurantes maravilhosos, lojas caras, carrões, mega yachts e coisas do gênero.

P1230385_Fotor copy

Para nós, St. Barts foi um lugar perfeito para descansar, fazer update do nosso blog e fazer mergulhos inesquecíveis!

Screen Shot 2016-02-28 at 9_Fotor 5 copy

Screen Shot 2016-02-28 at 7_Fotor 22 copy_Fotor_Collage

Para o Feijão, foi hora de se enturmar com os ricos e famosos. Ele parecia que estava em casa, a cada passo que dava vinha algum multimilionário abraçar, beijar e querer brincar com ele. No final as pessoas já perguntavam por ele nos yachts.

P1230386_Fotor copy

IMG_0416_Fotor  IMG_0436_Fotor

Chegamos aqui com o pé direito graças a nossa gennaker. A travessia de Barbuda para St. Barts foi ótima. Essa é provavelmente a forma mais confortável para se velejar, downwind, pouco vento, poucas ondas, sem a vela principal… só a gennaker. Saimos de Barbuda ás 3:30am e chegamos em St. Barts ás 2:30pm, o vento aparente ficou em torno dos 10 nós e nossa velocidade média foi de 5.5 nós. Uma travessia super fácil e bem tranquila, não poderia ter sido melhor.

P1230373_Fotor

Nossos dias em St Barts foram perfeitos, a ilha tem várias daquelas coisas Francesas que amamos, como uma ótima boulangerie com pães deliciosos, e acredite se quiser, as pessoas falam inglês! Conseguimos nos comunicar sem problemas, não é demais? A ilha conta até com uma comunidade grande de Portugueses, então vira e mexe você acha alguém falando em português.

St. Barts também tem várias reservas marinhas que são ótimas para snorkeling e mergulho. Não só a vida marinha é incrível e a visibilidade fantástica, mas é super fácil de ir até essas áreas, cada espaço conta com uma ou mais boias que você pode amarrar o dinghy e mergulhar dali mesmo. E mesmo com tudo isso a gente nunca encontrava ninguém na água.

Nossos spots favoritos para mergulhar foram Ile Fourchue, Ile de La Ponte e Les Gros Ilets. São todas reservas marinhas cheias de restrições, o que achamos ótimo pois ajudam a preservar esses paraísos de baixo d’água.

P1230470_Fotor

Nesses lugares vimos inúmeros corais super coloridos, milhares de peixes de vários tamanhos e cores, um monte de lagostas, tartarugas e várias barracudas bem grandinhas até. Nos primeiros mergulhos a Sarah panicou com tantas barracudas medonhas vindo bem perto para ver a gente. Mas depois fomos nos acostumando a ter elas passando pela gente indo atrás dos peixes.

Screen Shot 2016-02-28 at 7_Fotor 12 copy

Screen Shot 2016-02-28 at 8_Fotor 6 copy  Screen Shot 2016-02-28 at 7_Fotor copy

Screen Shot 2016-02-28 at 8_Fotor 3 copy  

Screen Shot 2016-02-28 at 8_Fotor 4 copy

  Screen Shot 2016-02-28 at 7_Fotor copy

A única coisa ruim de St. Barts foi ancorar em Gustavia, é bem desconfortável, mexe muito e ainda é caro. Sim, tem que se pagar para ancorar aqui, dá para acreditar? Também foi hora de nos despedirmos do Marcelo e da Carol, outro casal super gente boa que vieram nos visitar e que se tornaram nossos amigos. Aposto que muito em breve é capaz deles estarem velejando por ai também, esses dois já rodaram muito por esse mundo a fora em algumas aventuras bem interessantes de moto.

E depois de ter hóspedes sem parar desde Novembro (a não ser por aqueles 3 dias que tiramos o barco da água para fazer manutenção em St. Lucia), Sarinha, Feijão e eu tivemos alguns dias só para nós. Descansamos alguns dos dias, aproveitamos para usar bastante a internet para atualizar nosso blog, medias sociais e saber o que se passa no mundo, e depois mergulhamos sem parar. Foi ótimo! Agora vamos a caminho de St. Martin, e provavelmente passaremos os próximos dias fazendo manutenção preventiva no barco, planejando nossos próximos destinos e preparando o barco para os próximos hóspedes que chegarão na primeira semana de Março.

P1230472_Fotor

 

 

Sobre o autor

Renato Matiolli

Deixe um comentário